Alunos relatam preocupação com comida e máscaras no Enem – 17/01/2021


Estudantes que prestam o primeiro dia de prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) hoje em São Paulo demonstram preocupação com as máscaras durante a prova, principalmente na hora em que forem comer.

O UOL corrige a prova a partir das 19h, em parceria com o Objetivo.

O uso do equipamento é regra para evitar contaminação pelo novo coronavírus. Se o candidato não se mantiver de máscara, é eliminado do exame.

Mariah Eduarda de Paula, 18, prestará a prova em busca de uma vaga em direito. Ela trouxe três máscaras para a Unip Marquês de São Vicente.

Minha mãe encheu minha mochila com máscaras. Serão muitas horas, sufoca ficar com elas por tanto tempo. Dá coceira, incomoda.
Mariah Eduarda de Paula, candidata que presta Enem hoje

Moradora de Pirituba, zona norte da capital paulista, ela diz ter se preocupado mais com a prova do que com a pandemia de coronavírus, mesmo com a alta casos e mortes nos últimos dias.

“Estudei até o último minuto, também porque minha mãe me fez estudar”, conta. “Falaram que serão 5.000 alunos aqui, não sei como dividirão as salas”, afirma, ao ser questionada sobre a quantidade de pessoas.

Ingrid Baptista, 20, também prestará o Enem para cursar direito. Segundo ela, moradora da Brasilândia, também na zona norte de São Paulo, o principal problema em usar a máscara durante a prova será para comer.

“Fica ruim comer de máscara. Se tirar e ficar muito tempo sem, pode ser eliminado”, justifica. Ela demonstra certa tensão ao falar sobre os 40% de ocupação como regra para as salas durante o Enem.

A aluna passou os últimos dias tentando relaxar para a prova. “Estudei o ano passado inteiro. Fiquei mais preocupada com as notícias de que poderiam adiar o Enem”, explica.

Ingrid prestou a Fuvest, vestibular da USP (Universidade de São Paulo), no último fim de semana. Relatou ter visto fiscais bem rígidos.

“Um rapaz estava no celular antes de a prova começar e a monitora levantou, mandou ele desligar e, se não o fizesse, chamaria a segurança. Eu até desliguei e guardei o meu celular antes, por garantia”, disse.

Portões do Enem já estão abertos; veja fotos



Fonte

Com professores super atenciosos, o cursinho me abriu uma porta para o futuro e agora estou na melhor universidade do Brasil Rebeca Nilsen, aprovada na USP

Galileo Vestibulares | Área do Aluno

X