As 10 melhores universidades da América Latina


A QS publicou um relatório sobre as melhores universidades da América Latina de acordo com o seu QS World University Rankings 2022. O ranking latino-americano deste ano conta com 418 instituições, contra 410 do ano passado, tornando-se o maior número na história da QS até agora.

USP é a segunda melhor universidade da América Latina

O Brasil está no topo: pelo quarto ano consecutivo a Pontificia Universidad Católica de Chile e a Universidade de São Paulo (USP) ficaram respectivamente em primeiro e segundo lugar. As 20 melhores instituições são as mesmas do ranking 2021, embora houve algumas mudanças. A maior melhoria com certeza foi da Pontificia Universidad Católica del Perú, que passou do 16º para o 13º lugar.

O Brasil foi o principal país representado da América Latina, com 95 universidades, seguido por México, com 64 universidades; e Colômbia, 61 universidades. Os três somam mais da metade de todas as universidades classificadas na região esse ano no ranking.

Há 13 novos participantes no total, apesar de nenhum deles chegar entre os 300 melhores, mostrando que os países já estabelecidos estão conseguindo manter o desempenho ano após ano.

Melhores universidades América latina

O ranking

Para chegar a esse resultado, a QS avalia as universidades de acordo com oito fatores, cada um com uma porcentagem. A média delas é a nota geral da instituição de ensino superior.

  • 30%: Reputação acadêmica;
  • 20%: Reputação entre empregadores;
  • 10%: Proporção entre estudantes e professores;
  • 10%: Número de professores com doutorado;
  • 10%: Citações por publicação;
  • 5%: Publicações por professor;
  • 10%: Rede de pesquisas internacional;
  • 5%: Impacto na web.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Desigualdade na produção de conhecimento acadêmico

Segundo o relatório da QS, a produção de conhecimento acadêmico no mundo ainda é claramente desigual, sem as mesmas condições econômicas e políticas e devido ao ritmo lento das reformas e da capacidade de atrair financiamento de algumas regiões em relação a outras.

“Vemos essa desigualdade refletida em nossos próprios dados na QS; tanto no número médio de artigos e citações sendo produzidos nas diferentes regiões, quanto na interconexão da pesquisa global”, informam.

Para eles, existem muitos caminhos para resolver essa diferença. A primeira delas seria garantir que a colaboração em pesquisa intercultural e transfronteiriça seja prioridade. Além disso, garantir que os seus melhores pesquisadores sejam treinados e retidos na universidade; ou ainda atrair outros pesquisadores de diferentes regiões.

As 10 melhores universidades da América Latina

1. Pontificia Universidad Católica de Chile – Chile

2. Universidade de São Paulo (USP) – Brasil

3. Universidad de Chile – Chile

4. Tecnológico de Monterrey – México

5. Universidad de Los Andes – Colômbia

6. Universidad Nacional Autónoma de México (UNAM) – México

7. Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) – Brasil

8. Universidad de Buenos Aires (UBA) – Argentina

9. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Brasil

10. Universidad Nacional de Colombia – Colômbia

As melhores universidades do Brasil

Além da USP, Unicamp e UFRJ, outras universidades brasileiras aparecem nas melhores posições do Latin America Rankings 2022 da QS, como a Unesp na 12ª posição; a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 16ª; a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) em 17ª; e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) em 19ª.



Fonte

Com professores super atenciosos, o cursinho me abriu uma porta para o futuro e agora estou na melhor universidade do Brasil Rebeca Nilsen, aprovada na USP

Galileo Vestibulares | Área do Aluno

X