Como se preparar para a entrevista de admissão no exterior


Candidatar-se a universidades no exterior é um processo longo e detalhado. Decidir para onde você quer ir, conseguir todos os documentos, prestar provas, esperar os resultados e preencher cada inscrição em cada uma das universidades de seu interesse leva tempo (e dinheiro). Então, finalmente recebe uma resposta de uma universidade pedindo para participar de uma entrevista de admissão, isso pode provocar uma mistura de emoções.

Em primeiro lugar, você provavelmente se sentirá aliviado por este ser o último obstáculo a ser superado, além de ser uma prova do interesse da universidade pela sua inscrição. Mas entrevistas também são assustadoras e causadoras de ansiedade e insegurança em muitas pessoas, pois é o último passo para a sua admissão.

Entrevista de admissão

As entrevistas de processos seletivos universitários são mais comuns em algumas universidades do que em outras. Nem sempre acontecerão, mas são especialmente necessárias em instituições de ensino superior que recebem um grande número de inscrições para poucas vagas.

Embora chamá-las de entrevista soa bem mais formal, quase como uma entrevista de emprego, o processo pode ser diferente, dependendo de onde você estiver se candidatando. Algumas universidades têm um estilo de entrevista oficial, enquanto outras preferem um bate-papo mais informal com o aluno para entender por que ele quer estudar naquela universidade e quais são seus objetivos para o futuro.

 

E, como para toda entrevista, mesmo as informais, uma boa preparação faz a diferença. Isso te ajudará a se sentir mais calmo e seguro – em especial se considerarmos que a conversa será em um idioma estrangeiro.

Para te ajudar a se preparar, listamos três coisas que você pode fazer antes de uma entrevista de admissão:

1. Entenda suas motivações para estudar no exterior

Embora seja verdade que você deverá responder um número considerável de perguntas, nenhuma delas deve ser completamente desconhecida, pois quase sempre serão sobre os seus estudos e objetivos após a universidade.

Portanto, se faça essas possíveis perguntas antes da entrevista e pense nas suas respostas. Você pode, inclusive, descobrir mais sobre você mesmo e suas intenções com os estudos no exterior.

Por exemplo, você pode querer estudar engenharia em uma universidade específica, pois ela é especializada na área, mas por que essa universidade em particular quando há várias outras que são bem conhecidas pelas graduações de engenharia?

Portanto, perguntar a si mesmo por que você prefere uma universidade nessa área ou ainda em um país específico permitirá desenvolver uma resposta muito mais impactante quando for questionado na entrevista. 

Aliás, você já até pode ter elaborado várias dessas questões na sua carta de apresentação.

Se te ajudar, prepare uma lista de possíveis perguntas e peça para alguém simular a entrevista com você, para que possa treinar as suas respostas em voz alta algumas vezes até se sentir mais seguro.

Entenda: não é para “decorar” suas respostas palavra por palavra, porque isso pode deixá-lo ainda mais nervoso e, no final, as perguntas poderão ser diferentes no momento da entrevista. A simulação é só uma prática para diminuir a ansiedade.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

2. Pesquise sobre a universidade

Provavelmente você já deve ter feito alguma pesquisa sobre o curso e a instituição antes mesmo de se inscrever. Então, se receber um convite para uma entrevista de admissão, já sabe detalhes importantes. No entanto, aconselhamos a fazer uma pesquisa mais completa e minuciosa sobre a universidade para a entrevista.

Como você terá de falar sobre a sua escolha de país, instituição e curso, a universidade vai querer saber o que te atraiu nela em meio a tantas outras possibilidades de diplomas na mesma área de estudo. Pense na cultura da universidade e porque o estilo de vida estudantil que ela oferece é mais adequado para você.

Descubra o que você mais gosta nela durante a pesquisa – aprenda sobre os clubes estudantis, opções de lazer, laboratórios, academia, iniciação científica, estágios, aprendizado prático e qualquer coisa que te atraia na universidade e possa ser útil para o seu futuro profissional.

Com esse preparo, você conseguirá responder a quaisquer perguntas relacionadas à sua escolha e pode até fazer perguntas perspicazes, porque a entrevista também é a sua chance de conhecer melhor a universidade.

3. Tire suas dúvidas sobre a entrevista com antecedência

Por mais assustadora que a entrevista possa parecer, eles não estão tentando torná-la intencionalmente intimidadora. As universidades querem apenas descobrir se você é a pessoa certa para a universidade e se a universidade é certa para você.

Elas não costumam ser sigilosas sobre todo o seu processo de seleção. Isso significa que normalmente você consegue entrar em contato e tirar suas dúvidas sobre a entrevista.

Seja por telefone ou e-mail, converse com um dos orientadores estudantis da instituição para ter uma ideia melhor sobre o que esperar e, por consequência, como se preparar. Essa é uma ótima maneira de aliviar um pouco o estresse que antecede a reunião, pois você terá uma visão mais clara de como ela será.

Ser convidado para uma entrevista de admissão pode causar uma variedade de emoções, mas é um ótimo sinal de que eles estão considerando a sua inscrição com seriedade. É uma das etapas finais antes de descobrir se você frequentará a universidade escolhida. Inclusive, é uma etapa final de diversos processos de bolsas de estudo no exterior também.

Ao fazer sua pesquisa e preparar suas respostas, você torna todo o processo muito menos estressante e aumenta as suas chances de sucesso. Boa sorte!



Fonte

Com professores super atenciosos, o cursinho me abriu uma porta para o futuro e agora estou na melhor universidade do Brasil Rebeca Nilsen, aprovada na USP

Galileo Vestibulares | Área do Aluno

X