Enem 2020: abstenção é a maior da história do exame


O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 impresso chegou ao fim neste domingo, 24 de janeiro, com o maior índice de abstenção desde sua reformulação (em 2009). Dos 5.523.029 inscritos da prova impressa, 2.842.332 (51,5%) faltaram ao primeiro dia, já a abstenção do segundo foi de 3.052.633 estudantes (55,33%).

Confira a Correção Comentada do Enem 2020

O Enem 2020 teve suas provas impressas aplicadas após muitas manifestações para que o exame fosse adiado, já que os casos de Covid-19 voltaram a crescer pelo país. O caso chegou a ir para a Justiça, mas foi negado

As notas do Enem 2020 são a principal forma de ingresso em instituições públicas de ensino superior, pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU). Tal importância fez com que o exame tivesse maior adesão nos últimos anos, mas nem isso impediu que a abstenção desta edição fosse recorde. 

O percentual de abstenção mais próximo ao Enem 2020 foi o de 2009, ano em que foi reformulado e as provas vazaram ainda na gráfica (o que gerou o adiamento do exame). Na época, eram poucas as universidades que usavam o Enem de alguma forma e por isso a procura era inferior. 

Confira o balanço de ausentes e presentes desde 2009:

Crédito: Inep

Enem Digital

Outros 96.086 candidatos se inscreveram para o Enem Digital, modalidade que terá provas nos dias 21 de janeiro e 7 de fevereiro. Apesar de ter provas virtuais, o exame será realizado presencialmente, em laboratórios de informática de instituições de ensino parceiras do Inep. 

Reaplicação do Enem 2020

De 25 a 29 de janeiro, o Inep receberá pedidos de reaplicação do Enem 2020 para quem se sentiu prejudicado ou foi impedido de fazer o exame por problemas logísticos (falta de energia, desastres naturais etc). Pessoas que tiveram Covid-19 ou outras doenças infectocontagiosas também poderão solicitar que a prova seja reaplicada.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Além dos participantes que enviarem seus pedidos de 25 a 29 de janeiro, caso as solicitações sejam aceitas, também participarão da reaplicação as pessoas que enviaram em prazo anterior os laudos comprovando Covid-19 ou outras doenças infectocontagiosas e estudantes que não estiveram presentes por medidas restritivas como lockdown, por exemplo. 

De acordo com o Inep, 56 municípios do Amazonas e nas cidades de Espigão D’Oeste e Rolim de Moura, em Rondônia, terão a reaplicação em 23 e 24 de fevereiro pois as provas não foram aplicadas em tais lugares por causa da Covid-19.

Como foi o Enem 2020

O Enem 2020 começou em 17 de janeiro. As provas do primeiro dia contaram com 45 questões de Linguagens e Códigos, 45 sobre Ciências Humanas e uma Redação com o tema “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”.

Veja também: Psiquiatra Jairo Bouer comenta o tema da Redação do Enem 2020

Já o segundo dia foi realizado neste domingo, 24 de janeiro. Foram aplicadas as provas com 45 questões de Ciências da Natureza e 45 sobre Matemática. 

A previsão é de que o gabarito do Enem 2020 seja publicado em 27 de janeiro. Já o resultado é esperado para 29 de março. 

Correção Comentada

A Correção Comentada do Brasil Escola continua após o segundo dia do Enem 2020. Este ano, você pode conferir as respostas do Sistema Poliedro de Educação e do Oficina do Estudante!

Acompanhe a Correção Comentada do Brasil Escola!

 



Fonte

Com professores super atenciosos, o cursinho me abriu uma porta para o futuro e agora estou na melhor universidade do Brasil Rebeca Nilsen, aprovada na USP

Galileo Vestibulares | Área do Aluno

X