Enem 2020: fui mal no primeiro dia de prova, e agora? Devo desistir? – 18/01/2021


Depois de um primeiro dia do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), com cinco horas e meia de duração, muitos candidatos podem se sentir desmotivados por acharem que não foram bem na prova.

Os gabaritos extraoficiais também podem dar uma impressão de desempenho abaixo do esperado.

Mas, antes de tudo, calma. O Enem tem algumas peculiaridades que fazem com que um dia ruim não signifique o fim de suas chances. É possível recuperar o passo e ainda atingir uma nota boa o suficiente para passar na universidade que você quer.

A primeira coisa que você precisa lembrar é que o Enem não é, em si, um vestibular. “É uma prova que gera cinco notas. Quando abrir a plataforma do Sisu [Sistema de Seleção Unificada], lá na frente, é que essas notas se tornam moeda de troca para o aluno pleitear uma vaga em uma universidade”, diz Madson Molina, coordenador do Curso Anglo.

Isso é importante porque significa que as notas de corte e seu desempenho vão depender de uma série de fatores que você ainda não conhece, como o número de concorrentes e o peso dado pelas universidades para cada disciplina.

A orientação que damos é: continue no seu ritmo, com a mesma seriedade. Uma boa performance no segundo dia de prova pode fazer toda a diferença e garantir uma vaga lá na frente.
Madson Molina, coordenador do Curso Anglo

Entre os dois dias, é importante descansar. “Quando um jogador de futebol sai de campo, depois do primeiro tempo, a primeira coisa que ele faz no vestiário é descansar um pouco, tomar uma água. Depois é que vai pensar no que deu certo ou errado”, afirma.

Passada a tensão do primeiro dia, revise as estratégias de prova. Avalie se sua preparação foi adequada, analisando a alimentação, o horário que você chegou e como tentou se concentrar, por exemplo.

Também lembre como foi a performance durante a prova: executou bem a estratégia definida, controlou o nervosismo, estude quantas pausas fez durante a prova. Esses ajustes podem dar mais segurança para o segundo domingo.

Seguidas essas instruções, é tempo de focar no próximo exame. O segundo dia tem características bem distintas do primeiro, a começar pelo fato de que não tem redação, só questões objetivas.

“É bem coerente que o candidato olhe para estatísticas dos assuntos mais recorrentes e invista tempo no cruzamento do que mais cai com o que ele tem mais dificuldade”, afirma Molina.

Como o tempo é curto, não dá para estudar conteúdos do zero. Mas uma boa revisão dos temas mais recorrentes e do que o aluno ainda não está tão seguro pode ajudar.

Molina lembra também que a nota do Enem não se resume ao curso e à universidade que queremos.

“O Sisu abre inscrições no segundo semestre, tem as vagas remanescentes, a nota pode ser usada para o Prouni e no Fies no caso de candidatos que se enquadram nos programas. É importante que o estudante leve o exame a sério até o fim. Já vi aluno desesperançoso que, no fim, passou”, conta.

O UOL tem o gabarito extraoficial, feito em parceria com o Objetivo. O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) deve levar ainda alguns dias para divulgar o oficial.



Fonte

Com professores super atenciosos, o cursinho me abriu uma porta para o futuro e agora estou na melhor universidade do Brasil Rebeca Nilsen, aprovada na USP

Galileo Vestibulares | Área do Aluno

X