Enem 2020: Veja quais temas podem cair na redação – 13/01/2021


O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) costuma pedir temas de redação com foco em questões sociais, que exigem do candidato uma compreensão abrangente sobre o assunto.

“Os temas sempre envolvem o cotidiano do aluno como cidadão. A importância da cidadania e da educação voltada aos direitos humanos está na filosofia do Enem”, diz Fabiula Neubern, coordenadora de redação do Curso Poliedro.

Alunos que tiraram nota mil em anos anteriores lembram que é bem-sucedido aquele que se baseou na estrutura pedida pelo Enem e está familiarizado com esse formato. Esse treino faz o aluno encarar bem a prova, não importando qual seja o tema escolhido no próximo domingo.

O candidato deve fazer um texto em prosa, dissertativo-argumentativo e que, no fim, mostre uma proposta de intervenção social respeitando os direitos humanos e solucionando problemas relativos ao tema proposto.

O Enem não tem o costume de exigir temas atuais ou polêmicos, mas quem estiver antenado vai saber identificar os problemas e argumentar melhor. Por isso, a covid-19 não deve aparecer como tema central.

“Não é esperado que caia algo diretamente relacionado com a pandemia na redação, mas ela pode entrar como argumento lateral para outros temas centrais”, diz Felipe Leal, professor do Curso Anglo.

Confira alguns temas de redação que podem aparecer na prova e links para entender mais sobre cada um deles.

Saúde

Nessa área, uma infinidade de temas pode aparecer e houve bastante material em 2020 para ajudar nessa argumentação.

A saúde mental, por exemplo, foi bastante discutida ao longo do ano passado e já vinha ganhando atenção antes da covid-19.

Também é possível tratar mais especificamente da saúde mental do adolescente, que vem apresentando índices preocupantes nos últimos anos e teve um agravamento diante dos efeitos do isolamento social e do atípico ano letivo.

A universalização do saneamento básico se relaciona à saúde e à urbanização, misturando a questão da água com a desigualdade social.

Problema antigo do país e agravado pela pandemia, ele pode aparecer também porque, em julho de 2020, foi sancionado o novo marco do saneamento, que lançou novas regras e metas para o setor.

A prática da telemedicina, que estava em discussão por muito tempo antes da pandemia e foi acelerada em caráter emergencial com a chegada da doença, também pode aparecer e pedir ao aluno conhecimento sobre o sistema de saúde.

Educação, jovens e família

O ano de 2020 também celebrou os 30 anos do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), base dos direitos de crianças e jovens no país.

“Faz tempo que o tema da criança não aparece no Enem e não é um tema que divide opiniões, porque todo mundo reconhece a importância de protegê-las”, diz Neubern, do Poliedro.

Aqui, como em saúde, o guarda-chuva temático contém uma infinidade de assuntos possíveis, que podem entrar como tema central, ou como parte da argumentação do candidato: evasão escolar, alfabetização e analfabetismo, violência doméstica, violência do Estado e falta de acesso ao mercado de trabalho.

Meio ambiente

A questão ambiental é um bom exemplo de grande tema que, se cair, não vai tratar, necessariamente, do que esteve nas manchetes ao longo do ano. “Eu não apostaria que as queimadas podem ser tema”, diz Neubern.

Dentro das questões ambientais, porém, temas laterais nas discussões nacionais podem aparecer e mobilizar discussões importantes —e que também podem se relacionar às queimadas. Exemplo disso seria o tema de maus-tratos aos animais.

“Imediatamente pensamos nos animais domésticos, muitos abandonados e adotados durante a pandemia. Por outro lado, o tema pode falar também dos animais silvestres”, sugere Neubern.

Outro tema interessante seria o plástico e seu descarte. Aparentemente trivial, o tema traz problemas de responsabilidade coletiva e agrega discussões sobre o direito ao meio ambiente e ao futuro de novas gerações.



Fonte

Com professores super atenciosos, o cursinho me abriu uma porta para o futuro e agora estou na melhor universidade do Brasil Rebeca Nilsen, aprovada na USP

Galileo Vestibulares | Área do Aluno

X