Estamos tranquilos com aplicação do Enem em janeiro, diz presidente do Inep – 09/12/2020


Apesar do recente aumento no número de casos de coronavírus no Brasil, as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2020, previstas para acontecer em janeiro de 2021, não devem ser adiadas novamente. A avaliação é de Alexandre Lopes, presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão responsável pelo exame.

O Enem tradicionalmente é aplicado entre os meses de outubro e novembro de cada ano —em 2020, as provas acabaram adiadas para janeiro do ano que vem devido à pandemia. Ao UOL, Lopes afirmou que a equipe do Inep está pronta para a aplicação do exame e descartou um eventual adiamento das provas. “Nós estamos tranquilos com a realização da prova em janeiro”, disse.

O Brasil já soma mais de 6,6 milhões de casos de covid-19. Ontem, o país registrou 796 mortes por causa da doença em um período de 24 horas e completou cinco dias com tendência de alta na média móvel de mortes. Segundo o Imperial College de Londres, no Reino Unido, a taxa de transmissão (Rt) do coronavírus no país subiu de 1,02 para 1,14 na última semana.

Infectologistas também preveem que, sem restrições às festas de fim de ano, o mês de janeiro deve ter um aumento no número de infecções pelo vírus.

Cerca de 5,8 milhões de inscritos devem fazer o exame no início do próximo ano. A prova tradicional acontecerá nos dias 17 e 24 de janeiro. Já o Enem digital, que será realizado pela primeira vez, está marcado para 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Lopes afirmou que a realização do Revalida no último domingo (6) foi “super tranquila” e não teve nenhum tipo de problemas —o que, na avaliação dele, mostra ser possível a realização de provas mesmo em meio à pandemia.

O Revalida é um exame nacional de revalidação de diplomas médicos expedidos por instituições estrangeiras. A dimensão do exame, no entanto, é bastante menor que a do Enem: cerca de 15 mil médicos fizeram a prova no último domingo.

Etapas preparatórias: ok

O presidente do Inep afirmou ainda que todos os parceiros na realização do Enem, como a Cesgranrio e a FGV (Fundação Getulio Vargas), que integram o consórcio aplicador do exame; os Correios, que fazem a distribuição das provas; e órgãos envolvidos na segurança já estão preparados para a aplicação do exame.

“Todas as etapas preparatórias estão ok. Está tudo dentro do cronograma”, disse Lopes.

Nesta sexta-feira (11) deve acontecer uma das fases de distribuição dos cadernos de prova, chamada de “interiorização” do Enem. Nesta etapa, as provas, que ficam guardadas em um quartel do Exército na cidade de São Paulo, começam a ser levadas para outros quartéis espalhados pelo país e que fiquem mais próximos aos diferentes locais de aplicação do exame.



Fonte

Com professores super atenciosos, o cursinho me abriu uma porta para o futuro e agora estou na melhor universidade do Brasil Rebeca Nilsen, aprovada na USP

Galileo Vestibulares | Área do Aluno

X