Gabarito oficial das provas é divulgado hoje; confira


O gabarito oficial das provas do Enem 2021 é divulgado hoje pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), responsável por todo o processo de aplicação. Eles ficam disponíveis no site do instituto, na área de Provas e Gabaritos.

Cerca de 2,1 milhões de alunos participaram das duas versões do exame, impressa e digital, nos dias 21 e 28 de novembro —este é o menor número desde 2004.

As notas finais dos participantes do Enem, assim como da redação, serão divulgadas no dia 11 de fevereiro, segundo o MEC (Ministério da Educação).

No total, os alunos responderam 180 questões de ciências humanas, da natureza, matemática e linguagens. Além disso, os participantes escreveram sobre o tema “Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”.

Na segunda-feira, Danilo Dupas, presidente do Inep, informou que o Enem 2021 terminou com abstenção de 29%. O número, apesar de menor do que a edição do ano passado, é considerado alto, já que o número de inscrição foi abaixo do normal.

Considerado a principal porta de entrada ao ensino superior, o Enem 2021 ocorreu em meio à pior crise da história do Inep. Servidores do órgão fizeram denúncias de assédio, falta de caráter técnico nas decisões da alta gestão e de supostas interferências na prova. Duas semanas antes do primeiro dia do exame, mais de 30 servidores assinaram um pedido de exoneração coletiva.

Tanto Dupas, como o ministro da Educação, Milton Ribeiro, negaram todas as acusações.

Durante a coletiva de imprensa, o chefe do MEC (Ministério da Educação) disse ainda que o Enem 2021 foi “um sucesso” e que não era “hora de tripudiar”. “Se você ler a prova hoje, acha que tem ideologia de esquerda ou direita? Tem citação de Karl Marx e Engels. Temos Chico Buarque, um artista tem seu direito democrático de expressar sua vontade, que é totalmente partidário de uma visão de esquerda”, argumentou Ribeiro.

Especialistas e professores ouvidos pelo UOL apontaram que a edição deste ano trouxe questões sociais, mas tratou de assuntos políticos de forma indireta. A escassez do BNI (Banco Nacional de Itens), responsável por armazenar as perguntas que formam o Enem, tornou a prova mais conteudista, focando em uma proposta de mais decoreba e menos interpretação.

Isso também fez com que temas atuais, como a pandemia e a vacinação contra covid, ficassem de fora do exame. Dupas afirmou que “o banco de itens já está em recomposição, dentro do cronograma”. “Tudo certinho.”

As notas do Enem podem ser usadas para participar de programas como o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), o Prouni (Programa Universidade para Todos) e o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), além de instituições privadas.



Fonte

Com professores super atenciosos, o cursinho me abriu uma porta para o futuro e agora estou na melhor universidade do Brasil Rebeca Nilsen, aprovada na USP

Galileo Vestibulares | Área do Aluno

X