Jovem sai de Cuba para tentar sonho de cursar Medicina na Unicamp


Em 2017, a então adolescente Márcia de las Mercedes Maure Beatón saiu de Cuba rumo ao Brasil com o sonho de estudar Medicina na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Hoje, aos 18 anos, a jovem se prepara para o seu primeiro vestibular na instituição. 

Veja também: Locais de prova da 1ª etapa do Vestibular 2022 da Unicamp e orientações para a seleção

Falando em Vestibular, o processo seletivo por universidade foi algo que Márcia só conheceu ao chegar no Brasil, já que em Cuba o ingresso no ensino superior é feito por uma prova unificada em todo o país, similar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

Em seu período no Brasil, Márcia só participou de um Enem e foi apenas como treinamento. O vestibular da Unicamp será seu primeiro processo seletivo com a finalidade de entrar na universidade. A jovem cubana faz cursinho pré-vestibular no Oficina do Estudante, em Campinas, e se prepara para enfrentar as provas do curso mais concorrido da Unicamp, já que são 324,7 candidatos por vaga!

“Hoje, por meio do cursinho, os conteúdos ficaram mais compreensíveis e os simulados me familiarizaram com o formato da prova, condição que, aliada a confiança no meu potencial e ao esforço que empreguei nos estudos até agora, me fazem acreditar, com ajuda de Deus também, que serei aprovada. Vou emocionada para o vestibular”, Márcia de las Mercedes Maure Beatón, 18 anos.

Descoberta da Unicamp

Márcia conheceu a Unicamp ainda durante o ensino fundamental, enquanto estudava em Cuba. “Desde menina, o meu propósito sempre foi fazer Medicina. A Unicamp apareceu como referência no meu material didático, ouvi falar muito dela, vi muitas notícias e percebi que era uma universidade conhecida mundialmente, que se destaca também pela parte da pesquisa. Aí, nasceu uma paixão para estudar lá”. 

Vinda para o Brasil

Mesmo desejando estudar no Brasil, imaginava sua vinda de outra forma. Inicialmente, a jovem considerava vir para o país já formada, por intermédio do então existente programa Mais Médicos. No entanto, seus planos mudaram a partir do momento que seu avô convidou ela e a mãe para mudarem para Campinas, interior de São Paulo. 

Segundo a estudante, ela buscou aprender a língua portuguesa enquanto sua mãe corria atrás da documentação para que pudessem se mudar para o Brasil. “Eu estudei somente a fonética. Em Cuba, as aulas eram em período integral. Todo tempo livre que eu tinha dedicava a ouvir áudios em português, ainda que não entendesse o significado das palavras. Mas, quanto mais eu escutava, mais ficava compreensível”, ressalta.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Interesse pela Ciência

Apesar do ensino público de qualidade fornecido em Cuba, Márcia lembra que o país ainda é carente em tecnologia. Por isso, um desejo básico que ela tinha só foi realizado ao chegar no Brasil: participar de uma feira de ciências.

A estudante visitou a Feira de Ciências e Engenharia (Febrace), que na ocasião foi realizada na Universidade de São Paulo (USP). “Conheci várias áreas de projeto, ampliei meus conhecimentos e isso foi muito gratificante para mim”.

Márcia Maure Beatón
Márcia também participou de outras feiras de Ciência

Crédito: Arquivo pessoal

A experiência que Márcia teve na Febrace serviu de incentivo para que ela participasse de um projeto de iniciação científica na escola estadual em que estudava, em parceria com colegas e orientação de professores. Foi desenvolvida uma escova de dente biodegradável que substitui o polipropileno das escovas dentais por compostos bagaços de cana de açúcar e resina poliuretano derivada de óleo de mamona. 

Vestibular da Unicamp

A cubana Márcia faz parte dos mais de 63 mil candidatos esperados pela Unicamp para as provas da primeira etapa do Vestibular 2022 no próximo domingo, 7 de novembro. Como novidade, a universidade ampliou de 4h para 5h o tempo de provas.

Além de Campinas, cidade sede da universidade e local onde Márcia mora, as provas também serão aplicadas em Araçatuba, Barueri, Bauru, Botucatu, Bragança Paulista, Franca, Guarulhos, Indaiatuba, Jundiaí, Limeira, Lorena, Marília, Mogi das Cruzes, Mogi Guaçu, Osasco, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santa Bárbara D’Oeste, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São Carlos, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo, Sorocaba, Sumaré, Valinhos, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza e Salvador.

As provas da primeira etapa serão compostas por 72 questões objetivas distribuídas assim: 12 de Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa; 12 de Matemática; 8 de História e 8 de Geografia (incluindo Filosofia e Sociologia); 8 de Física; 8 de Química; 8 de Biologia e 8 de Inglês.

Os classificados na primeira fase, os locais da segunda etapa e as notas de corte serão informados em 13 de dezembro. Já as provas serão realizadas em 9 e 10 de janeiro de 2022. 

O resultado final do Vestibular 2022 da Unicamp está previsto para 14 de fevereiro. Mais informações podem ser conferidas no Manual do Candidato e pelo site da universidade.



Fonte

Com professores super atenciosos, o cursinho me abriu uma porta para o futuro e agora estou na melhor universidade do Brasil Rebeca Nilsen, aprovada na USP

Galileo Vestibulares | Área do Aluno

X