o que você precisa saber para estudar fora em 2021


A pandemia da Covid-19 trouxe consigo muitas interrupções na maneira como vivemos nossas vidas e nos nossos planos futuros. Com muitos países ainda incapazes de conter a propagação e as diversas restrições de viagens aéreas internacionais ainda em vigor, muitos estudantes interessados em estudar no exterior tiveram de adiar seus planos de estudo para 2021.

É impossível prever como será o ano novo. Com evidências de que a mudança acontecerá a longo prazo, pode ser precavido começar a planejar como abordar os estudos no exterior em 2021 e manter-se informado com frequência.

Para isso, há certas coisas que você precisa saber e considerar!


Dicas para estudar no exterior em 2021

1. Analise a sua área de estudo

Se você pensa em desenvolver habilidades atuais e relevantes para o setor no qual está interessado, este período de turbulência é um bom momento para pesquisar e entender quais campos estão em demanda.

Saúde, pesquisa médica, cadeia de suprimentos, TI, indústrias digitais e manufatura, por exemplo, são algumas das indústrias que experimentam uma demanda maior do que outras por causa da pandemia, uma tendência que provavelmente continuará ainda por algum tempo.

O ideal é encontrar como as suas áreas de interesse se encaixam nas demandas do mercado global (ou local) para encontrar o curso certo no exterior, seja graduação ou pós-graduação.

2. Acompanhe as notícias do mundo

Infelizmente, não há garantia de que o mundo se livrará do coronavírus em 2021, então é importante levar isso em consideração ao planejar estudar no exterior.

Alguns países estão passando por uma segunda onda forte enquanto outros já começaram a vacinação em massa. Por isso, é importante identificar a situação do seu destino de estudo e acompanhar a evolução ao longo dos meses.

As fronteiras estarão fechadas para viajantes internacionais? Há medidas rigorosas de quarenta para quem chega? As escolas e universidades estão autorizadas a abrir os campi para aulas presenciais? Os vistos de estudantes estão sendo concedidos? Tudo isso é essencial para os seus estudos no exterior em 2021, portanto, leia regularmente as notícias sobre educação global.

Em algum momento, quando as vacinas se tornarem mais comuns, é possível que os países comecem a exigir pré-requisitos médicos e triagem adicional como parte dos documentos para a solicitação do visto de estudante, por exemplo. Isso é algo para ficar atento!

A situação também requer que você se mantenha aberto às opções de estudos online por enquanto.

3. Invista em tecnologia para o aprendizado on-line

O ensino superior precisou se reformular amplamente para continuar atendendo aos alunos durante a pandemia sem prejudicar ou atrasar demais os estudos. E a maior mudança com certeza foi a adaptação do ensino para o ambiente online. Isso é algo que provavelmente continuará no futuro próximo, se considerarmos que até grandes empresas do mundo têm permitido o trabalho remoto até 2022, talvez mais.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Por isso, se você pretende estudar no exterior em 2021, há grandes chances de que parte dos seus estudos acontecerá em salas de aula virtuais, remotamente. 

Isso também significa que o seu aparelho eletrônico usado para os estudos pode não ser suficiente para ajudá-lo, principalmente se você tiver requisitos específicos que exigem uma configuração sofisticada dependendo da sua área de estudo, por exemplo, design gráfico, edição e codificação, engenharia ou modelagem.

Sabemos que esse quesito é complicado e não está fácil investir em nada no momento. Mas se for possível, procure usar um computador ou laptop que preencha os requisitos de estudo e quaisquer dispositivos adicionais necessários para melhorar sua experiência de aprendizado online, como fones de ouvido, mouse, teclado e uma boa webcam para participar das aulas virtuais.

4. Considere opções mais econômicas

A pandemia afetou negativamente as economias globais, de empresas a indivíduos, e poucos escaparam dos seus efeitos. As consequências da Covid-19 podem durar por muitos anos.

O que isso significa para você, como futuro estudante internacional, é que o mercado de trabalho pode ser afetado, a situação financeira estará mais difícil e muita pesquisa adicionais será necessária para garantir que você seja capaz de planejar o orçamento para estudar no exterior.

Por isso, talvez você precise passar a considerar novas opções – de destino de estudo, duração do curso, acomodação, estilo de vida, moeda oficial do país e tudo que influencia no valor geral da experiência.

5. Atente-se à sua saúde mental

Em 2020, cresceu o nível de estresse e ansiedade na população mundial, inclusive entre os estudantes internacionais. É provável que isso continue em 2021 e tenha um impacto significativo na sua experiência de busca por um curso no exterior. A situação atual de pandemia, com tantas incertezas e medos, gera desafios inéditos em todas as áreas.

Portanto, atenção à sua saúde mental! Procure aprender como identificar possíveis estressores ou gatilhos que impactam na sua saúde emocional, mental e física, e como controlá-los.

Desejamos que você não desista do seu sonho de estudar no exterior e continuaremos a trazer conteúdo e dicas que possam ajudá-lo nessa jornada!





Fonte

Com professores super atenciosos, o cursinho me abriu uma porta para o futuro e agora estou na melhor universidade do Brasil Rebeca Nilsen, aprovada na USP

Galileo Vestibulares | Área do Aluno

X