Saiba tudo sobre a 1ª fase do vestibular


A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), no interior de São Paulo, realiza hoje a primeira fase do seu vestibular 2022. Mais de 63 mil candidatos se inscreveram para o processo seletivo, que oferece 2.540 vagas em 69 cursos de graduação.

Neste domingo, os candidatos responderão a 72 questões objetivas sobre as áreas de ciências humanas, exatas e tecnológicas, incluindo questões interdisciplinares.

As provas terão início às 13h (horário de Brasília) —a orientação é para que os candidatos cheguem ao local onde farão o exame às 12h e evitem aglomeração nos acessos, mantendo o distanciamento social até a entrada nas salas. O UOL faz a correção online em parceria com o Objetivo.

No fim de outubro, a Comvest (Comissão Permanente para os vestibulares da Unicamp), responsável pelo processo seletivo, decidiu aumentar de quatro para cinco horas o tempo máximo para a realização da prova. Com isso, os candidatos terão até as 18h para concluir o exame.

Para essa decisão, segundo a Comvest, foi considerada a melhora nas condições sanitárias em relação à última edição do vestibular —o que, de acordo com a comissão, permite um maior tempo de permanência dos candidatos em sala.

Medidas e orientações contra o coronavírus

Apesar disso, permanece obrigatório o uso de máscara (tanto para alunos como para fiscais e aplicadores da prova) durante todo o período de realização do exame.

Outras medidas sanitárias também serão mantidas, como:

  • Redução da quantidade de candidatos por sala para que haja o distanciamento mínimo de um metro entre os participantes;
  • Ventilação adequada, com a manutenção de portas e janelas abertas;
  • Limpeza das salas e higienização frequente das carteiras;
  • Higienização das embalagens com o material do exame;
  • Disponibilização de álcool em gel em todas as salas, corredores e banheiros;
  • Controle rígido do acesso ao banheiro e higienização constante dos espaços.

Será permitido o consumo de água na sala de prova, mas a orientação é para que o candidato leve a própria garrafa de casa. O consumo de alimentos nas salas, por outro lado, será proibido. O candidato que quiser comer será direcionado para um espaço aberto e controlado pela organização da prova.

Atenção: quem estiver com suspeita de covid não deve sair de casa para fazer a prova.

Aqueles que desrespeitarem as orientações ou tiverem algum comportamento inadequado em relação às medidas sanitárias podem ser desclassificados do processo seletivo.

O que levar

Para fazer a prova, o candidato deve levar:

  • Máscara de proteção contra o coronavírus (a recomendação é que sejam levadas máscaras extras para eventual necessidade de troca);
  • Água;
  • Documento de identificação com foto (original do apresentado na inscrição);
  • Canetas de cor preta em material transparente;
  • Lápis;
  • Borracha.

Será permitido ainda o uso de régua transparente e compasso.

O que não levar

É proibido o uso de:

  • Aparelhos celulares ou quaisquer outros equipamentos eletrônicos;
  • Relógios do tipo smartwatch;
  • Corretivo líquido;
  • Lapiseira;
  • Caneta marca-texto;
  • Boné, chapéu, ou outros materiais estranhos à prova.

Segundo a Comvest, o candidato poderá usar relógio para controlar o tempo, mas todos os aparelhso deverão ficar ao lado da carteira.

Locais de prova

O vestibular da Unicamp será aplicado em 31 cidades no estado de São Paulo, incluindo Campinas e a capital paulista, e em outras cinco capitais: Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza e Salvador.

Os candidatos podem conferir as informações sobre os locais onde farão as provas desta primeira fase do processo seletivo no site da Comvest.

Próximas etapas do processo seletivo

Ingresso com a nota do Enem

Além do vestibular tradicional, a Unicamp oferece ainda outras 639 vagas destinadas exclusivamente para o ingresso com a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). As inscrições para esta seleção estão abertas até as 17h do dia 30 de novembro pela página da Comvest.

A taxa de inscrição para o público geral é de R$ 30. Candidatos que também se inscreveram no vestibular tradicional da Unicamp pagam R$ 15 —aqueles que receberam isenção da taxa nesta seleção também terão a isenção no processo seletivo pelo Enem.

As 639 vagas serão distribuídas da seguinte forma:

  • 50% serão destinadas a candidatos que tenham cursado integralmente o ensino médio em escola pública (ou que tenham obtido a certificação do ensino médio pelo Enem ou outro exame oficial até o ano de 2016;
  • 25% serão destinadas para candidatos autodeclarados pretos e pardos;
  • e outros 25% serão destinadas para candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas que tenham cursado integralmente o ensino médio em escola pública.

Para este processo seletivo, será possível fazer até duas opções de curso. A relação dos cursos em que há vagas disponíveis por meio desta seleção pode ser vista no site da Comvest.

Os candidatos poderão utilizar as notas obtidas no Enem 2020 ou no Enem 2021. A Comvest destaca, no entanto, que as notas do Enem 2021 só poderão ser utilizadas para o ingresso na Unicamp caso o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) disponibilize o cadastro e as notas em tempo hábil para a classificação dos candidatos.

Haverá até cinco chamadas para a matrícula online —as datas do calendário de matrícula coincidirão com as datas das chamadas do vestibular tradicional da Unicamp.



Fonte

Com professores super atenciosos, o cursinho me abriu uma porta para o futuro e agora estou na melhor universidade do Brasil Rebeca Nilsen, aprovada na USP

Galileo Vestibulares | Área do Aluno

X